Ouvir música alta em fones de ouvido prejudica a audição?

Apesar do uso de fones de ouvido em si não ser prejudicial à saúde, a utilização em excesso ou em volumes muito altos pode representar uma ameaça à saúde auditiva. O principal risco é a perda auditiva gradual que pode ser acelerada pelos maus hábitos. Descubra como se prevenir desse mal. 

celular-com-fones-de-ouvido

Apesar do uso de fones de ouvido em si não ser prejudicial à saúde, a utilização em excesso ou em volumes muito altos pode representar uma ameaça à saúde auditiva. O principal risco é a perda auditiva gradual, que já é comum a partir das terceira e quarta décadas da vida por fatores genéticos ou ambientais, mas pode ser acelerada pelos maus hábitos. Um dos sintomas mais comuns são zumbidos.

Seja para ouvir música, para assistir vídeos ou atender ligações, os fones de ouvido são indispensáveis na rotina de muitos brasileiros. Hoje, também é  ferramenta de trabalho no caso de operadores de telemarketing, recepcionistas, locutores de rádio e tv, cantores profissionais e muitas outras profissões. Por isso é importante ficar atento às recomendações médicas de utilização desse acessório.

Em quais condições o uso de fones de ouvido é saudável?

O ouvido humano é capaz de tolerar, sem danos, cerca de 80 decibéis por até oito horas diárias. Isso considerando que, naturalmente, já estamos expostos a ruídos durante todo o dia.

Para você ter uma noção do quanto esses decibéis representam, estima-se que uma conversa, em volume baixo, entre duas pessoas, corresponde a cerca de 60 decibéis, já estar no trânsito na hora do rush é uma exposição em torno de 85 decibéis. Assistir a um show equivale a 130 decibéis: o mesmo que ouvir música em fones de ouvido, em em volume alto.

Por isso, recomenda-se manter o volume dos fones de ouvido no mínimo compreensível ao seu ouvido, já que dificilmente você conseguirá medir os decibéis que saem dos seus fones no dia a dia. Ainda assim, o ideal é que para cada hora de exposição ao som nessas condições, seja feita uma pausa de pelo menos 10 minutos. De forma prática, lembre-se que quanto maior for a intensidade do som, menor é o tempo que podemos ficar expostos.

O que acontece quando somos expostos a um ruído?

As onda sonoras percorrem o canal auditivo e chegam à cóclea, vibrando as chamadas células ciliares. Essas células, que nos mamíferos não possuem poder regenerativo, podem ser danificadas quando os ruídos são muito intensos. Ainda que o desgaste das células ciliares seja um processo natural ao longo dos anos, esse processo pode ser acelerado em caso de maus hábitos.

Dicas para usar fones de ouvido sem prejudicar a audição


     1. Dê preferência a fones de ouvido externos

Os modelos intra-auriculares, que são inseridos dentro da orelha, são os mais prejudiciais à saúde auditiva pois a fonte sonora fica muito próxima do tímpano. Isso porque até mesmo o formato das nossas orelhas são uma solução anatômica do corpo para manter o som mais distante.

    2. Esteja atento ao volume

O ideal é que se possa ouvir os sons do fone de ouvido e também os ruídos externos, uma boa dica é deixar o volume na metade da graduação máxima do aparelho eletrônico conectado. Se a pessoa ao lado também consegue ouvir o que você está escutando, pode ser um sinal de que o volume está muito alto.

    3. Dê um descanso ao seu ouvido

O repouso auditivo é também muito importante na prevenção a problemas auditivos. Por isso a cada hora de exposição a ruídos em um fone de ouvido, é recomendado pelo menos dez minutos de pausa.