Você sabe o que é audiometria?

Você sabe o que é audiometria

Estamos acostumados a acreditar que a perda auditiva  vem somente com a idade, mas, na verdade, ela pode afetar qualquer pessoa. Até mesmo as crianças. E uma das maneiras mais eficientes de diagnosticar corretamente o problema e avaliar a sua extensão é através da audiometria, um exame relativamente simples e completamente indolor, que testa a capacidade auditiva do paciente ao analisar e interpretar os sons e estímulos sonoros que ele recebe.


Quando realizar o exame

Como a perda auditiva é um problema com causas distintas, a audiometria pode ser solicitada como parte dos exames de rotina, para complementar outros diagnósticos ou ainda quando o próprio paciente percebe estar perdendo a audição e busca ajuda médica especialmente para identificá-la e tratá-la.


Tipos de audiometria

Existem dois tipos de audiometria: a tonal, que avalia a resposta dos pacientes a tons puros para determinar o grau e o tipo de perda auditiva, e o vocal, que mede a capacidade de compreender a voz humana.


Como o exame é feito

As especificidades na aplicação de cada exame dependem das condições do paciente e da sua consulta prévia com o profissional que irá avaliá-lo durante a audiometria, já que os estímulos serão diferentes a cada caso.Mas, de modo geral, os dois tipos de audiometria são aplicados durante o mesmo procedimento, da seguinte forma:

Primeiro, o paciente é colocado em uma cabine acústica com uma parte em vidro transparente. Assim, o som ambiente será completamente isolado, não interferindo no resultado, e o especialista terá uma visão completa  do paciente para poder interpretar as suas respostas.

Dentro da cabine o paciente receberá um fone de ouvido, acoplado a um pequeno microfone, onde serão emitidos, pelo especialista, sons em diferentes frequências, sendo que  a resposta a cada som recebido deverá ser dada pelo paciente através de gestos previamente combinados.

Em outro momento, ao invés de tons, o especialista emitirá falas com um ruído ao fundo, pedindo para que o paciente repita todas as palavras ouvidas. 

Além desses métodos, também é possível realizar a audiometria tonal por via óssea, através de um dispositivo de metal, chamado oscilador ósseo. Nesse procedimento, o dispositivo é colocado contra o osso da orelha (mastóide), onde  emitirá vibrações. A quantidade de vibrações que passará pelo osso, chegando ao ouvido interno, é que determinará a capacidade auditiva do paciente. 

Como a escala de medida da audição é feita em decibéis,  o teste, via de regra, varia entre zero e 120 decibéis.

Se a  audição for normal, o resultado será de 25 decibéis ou menos. Caso os sons só sejam ouvidos a partir dos 50 decibéis, o paciente sofre de uma perda auditiva leve; entre 55 e 70 decibéis, a perda é considerada moderada; entre 75 e 90 decibéis, severa e, acima de 90 decibéis, profunda.

Como se preparar para a audiometria

como se preparar para audiometria

O exame leva, em média, cerca de 50 minutos de duração e exige total atenção do paciente, para que ele ocorra de maneira tranquila e o resultado seja preciso. Por isso, embora não seja necessário ingerir nenhum medicamento, recomenda-se que o paciente tenha uma boa noite de sono e os seus ouvidos estejam descansados, ou seja, que ele evite  ruídos excessivos antes do procedimento.


A Ouviclin oferece os melhores aparelhos auditivos e vários outros serviços também, como o exame de audiometria