Não me adaptei com o aparelho auditivo ou tenho vergonha de usar?

Não me adaptei com o aparelho auditivo ou tenho vergonha de usar

Receber a notícia de que será necessário usar aparelhos auditivos costuma ser um momento difícil na vida de quem se percebe com surdez. Seja durante a infância, na vida adulta, ou na terceira idade, o medo da não aceitação aparece antes mesmo que possamos perceber. Ele transforma um momento que deveria ser de descobrimento dos sons e prazer em ouvi-los, em vergonha de usar o aparelho em certos lugares e, consequentemente, atraso na adaptação. 


Como vencer a insegurança


Antes de tudo, é importante ter a consciência de que o motivo da sua insegurança está dentro de você! Com quanto mais naturalidade você lidar com o seu aparelho, e a importância dele para a sua vida, mais as pessoas que não são surdas entenderão que é completamente natural usá-lo. Não tenha medo de pedir ajuda ao seu fonoaudiólogo, conselhos a quem você conhece e que também tenha esse mesmo tipo de necessidade e, se for o caso, também começar uma terapia para vencer esse medo, pois ele não deve impedi-lo de viver uma vida saudável


Lembre-se do que é importante para você


Os benefícios que o uso de aparelhos auditivos trazem para a sua vida são maiores do que você imagina antes de usá-los! Escrevê-los em um papel o ajuda a lembrar melhor sobre o quanto é importante a sua comunicação com o mundo a sua volta, com as pessoas que você ama, e o seu desempenho e disposição no trabalho. Ficar retraído por não escutar direito? Nunca mais!


Novos hábitos para um novo usuário


Esteja atento às diferenças de percepção entre os ambientes. Mantenha o seu fonoaudiólogo informado sobre como você escuta o som do trânsito, da natureza, de lugares cheios e abertos. Leve essas informações detalhadas a sua consulta para que ele possa ajustar o seu aparelho às suas necessidades. Para também facilitar o processo, dê atenção à linguagem corporal do seu interlocutor e capriche na leitura labial! 


Os prejuízos da vergonha de usar o aparelho


Quanto menos você usar o seu aparelho auditivo, menos saberá se o que sente é um desconforto por falta de uso, ou se ele precisa de um ajuste. Não perca tempo! Use-o pelo menos em situações em que se sente mais confortável (em casa, entre amigos) e note se há algo que o machuca. Se sentir dor ao longo do uso, não hesite em pedir que o molde seja refeito. Se o aparelho continuar a causar desconforto, o processo de adaptação será ainda mais árduo.


A sua história de superação em relação a surdez ainda não chegou ao fim! O processo de auto-aceitação com o aparelho auditivo, além da adaptação física com ele, é só mais uma batalha dentre todas as que você já teve e venceu. Conte sempre com o seu fonoaudiólogo e deixe sempre a sua saúde em primeiro lugar na sua vida.


Conheça os diferenciais dos principais modelos de aparelhos auditivos, e, quais as indicações.