Adaptação aos aparelhos auditivos

mulher sentada no sofá sorrindo com fones de ouvido

Começar a usar aparelhos auditivos pode não ser fácil para algumas pessoas. Adaptar-se ao uso pode levar um tempo, principalmente se o paciente começa a utilizar o aparelho auditivo em um estágio mais avançado de perda auditiva.

Ao perceber que um amigo ou parente está ouvindo mal, aconselhe-o a consultar um otorrinolaringologista. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 466 milhões de pessoas no mundo sofrem com problemas auditivos e a perspectiva é que esse número cresça gradativamente nos próximos anos. Por isso, é muito comum conhecer alguém que enfrenta dificuldades para escutar.

Existem três tipos de perda auditiva, e de modo geral, é possível amenizar ou resolver essas perdas com o uso de aparelhos auditivos. Há diferentes tipos de aparelhos para diferentes necessidades dos pacientes.

homem com mão ao ouvido

Começando a usar o seu aparelho auditivo

No início, o uso do aparelho pode ser um pouco incômodo ou causar algum tipo de desconforto, mas a adaptação é gradual e os pacientes costumam ficar muito satisfeitos após o período inicial. Por isso, separamos algumas dicas que irão ajudar na adaptação ao uso do seu aparelho auditivo:

  • Não espere que logo ao colocar seu aparelho auditivo, você sairá ouvindo perfeitamente. É necessário um processo de adaptação, que envolve ajustes por um período.
  • Faça consultas regulares ao seu otorrinolaringologista para ajustar o seu aparelho auditivo.
  • Comece utilizando seu aparelho em conversas com apenas uma pessoa e em ambientes pouco barulhentos para adaptar-se com a sua nova realidade.
  • O som transmitido pelo aparelho auditivo é semelhante ao que você ouvia antes, mas pode não ser exatamente igual. Por isso, não se assuste e procure acostumar-se, como se estivesse aprendendo um novo idioma.
  • A adaptação completa pode levar de três a seis meses. Encontrar dificuldades no início é normal, mas com o tempo todos costumam se adaptar bem.
  • Use o aparelho pelo maior tempo possível (ao menos 8 horas por dia) e vá aumentando o uso com o passar dos dias.
  • Teste o uso em diferentes situações, como em ambientes silenciosos, ambientes barulhentos, ao telefone, assistindo TV e nas demais situações que você costuma passar.
  • Não esqueça de retirar o aparelho auditivo para dormir e para tomar banho. Se tiver dificuldade para lembrar, coloque bilhetes para você mesmo perto da cama e no banheiro ou programe alarmes no seu celular.
  • Nos primeiros dias de uso, anote todas as mudanças que você sentiu ao utilizar o aparelho auditivo, todas as suas dificuldades e todas as melhoras. Dessa forma, o profissional que está acompanhando sua adaptação poderá regular seu aparelho da melhor maneira possível.
  • Se o seu aparelho auditivo tiver conexão via bluetooth, teste também essa funcionalidade, conectando com a TV e com seu celular.
  • Converse com os profissionais que estão auxiliando você no processo de adaptação para alinhar suas expectativas em relação ao uso do aparelho auditivo.
  • Procure pessoas que já utilizam aparelho auditivo para entender como foi o processo de adaptação delas e peça dicas para auxiliar no seu processo.

A adaptação ao uso do aparelho auditivo pode ser mais rápida ou mais demorada, mas certamente é um ganho de qualidade de vida para o paciente, que volta a ouvir e pode retomar diversas atividades que deixou de praticar ou que passaram a ser realizadas com dificuldade.

Quer saber mais sobre aparelhos auditivos? Entre em contato com a Ouviclin agora mesmo e saiba como os aparelhos auditivos podem melhorar a sua vida.