tamanho de fonte:   - A   /   + A

Preços de Aparelhos Auditivos

Quer mais informações?

Existem bastante variações entre os preços e modelos de aparelhos auditivos. Isto ocorre devido a ampla diversidade de fabricantes e tecnologias dispostas nos diversos tipos de aparelhos e a empresa que está vendendo. Dos mais simples aos mais sofisticados, os aparelhos auditivos ficam entre mil e quinhentos a dez mil reais cada.

Antes de adquirir um aparelho auditivo, é muito importante e útil que o paciente saiba o máximo possível sobre ele, ou pelo menos o básico à seu respeito, isso evitará futuros transtornos com uma compra insatisfeita.

  1. Existem centenas de modelos e marcas de aparelhos auditivos, portanto não existe uma padronização. Estima-se que exista no mercado brasileiro aproximadamente mil modelos de aparelhos auditivos e estes estão em constante mudanças.
  2. Como há muitos modelos e fabricantes diferentes, a comparação entre os modelos e marcas de empresas distintas, torna-se inviável.
  3. A aquisição de um aparelho auditivo não pode ser dado ao acaso, ou por opção de escolha do próprio usuário, como ocorre por exemplo na compra de um eletrodoméstico, onde se escolhe pelo tamanho, forma ou recursos. O aparelho auditivo tem que ser especifico, de acordo com a deficiência do paciente será indicado os modelos disponíveis com as especificações técnicas e recursos. O fonoaudiólogo especializado em aparelhos auditivos realizará exames, avaliações e testes para que a escolha indicada resulte na adaptação e satisfação do paciente.
  4. A diferença de preço que existe entre os diversos modelos do mesmo fabricante é visando o máximo de benefício e satisfação para o paciente. Usar o aparelho auditivo é uma dependência necessária para o deficiente auditivo, mas para que isso ocorra com o máximo de eficiência, o paciente precisa de uma boa adaptação e aproveitamento dos recursos que o aparelho pode oferecer. Assim um aparelho auditivo pode variar em muito sua utilidade e seu conforto, no entanto melhorar a audição que é o básico proposto, qualquer modelo disponibilizará.  Portanto, o fator mais importante para a aquisição de um aparelho auditivo é pensar em primeiro lugar no bem estar do paciente e depois no preço.
  5. É de extrema importância a escolha da empresa onde vai ser adquirido o aparelho auditivo. Empresas que vendem com preços baixos não são uma boa opção e são consideradas de alto risco. Aquelas que praticam preços entre três e quatro mil reais também são um risco e merecem ser repensadas. Já aquelas que estão com preços de mil a dez mil reais, são a melhor opção, pois as empresas globais trabalham com preços muito parecidos. Assim, fazer um orçamento por telefone nunca é a melhor opção, pois o menor valor nestes casos não traz segurança.
  6. Cuidado com empresas que vendem por menos de mil reais o aparelho auditivo, pois mesmo em promoção, esse preço fica impraticável por empresas idôneas.
  7. Por telefone vendedores falam sempre o valor mais baixo: muito cuidado para não cair nesse “golpe”! Compra de aparelho auditivo se faz pessoalmente e com um fonoaudiólogo que indicará o aparelho correto para sua perda auditiva. Novamente, o mais barato merece atenção redobrada.
  8. Diferentemente de um óculos, por exemplo, onde o usuário ao comprar ajusta ao seu rosto e dificilmente volta a loja, o aparelho auditivo requer uma continuidade do paciente com a empresa onde ele comprou, pois estamos falando de uma adaptação gradual. Isto ocorre porque o aparelho auditivo é uma prótese ativa que passa por eventuais ajustes. Além disso, ele é composto por tecnologias minúsculas, muito frágeis e sensíveis.  Assim fica claro a importância que se deve dar a empresa onde irá se adquirir o aparelho auditivo e o preço agregado a essa continuidade.
  9. O comprador não deve se assustar com os altos valores dos aparelhos auditivos, pois convém entender que estamos falando de uma prótese auditiva, aparelhos com nanotecnologia, especifico e diferenciado para cada pessoa com perdas auditivas diferentes, além de que o investimento para o desenvolvimento desses produtos visa baixo volume de venda, por isso não pode ser comparado com produtos com tecnologia que são produzidos para vender em massa. Como por exemplo, uma roupa feita por um estilista para você e uma roupa comprada em uma loja popular.
  10. O ajuste do aparelho auditivo é totalmente personalizado, ou seja, individualizado. Não é possível usar o aparelho de outra pessoa para sua deficiência, porque cada caso é um caso, assim o acoplamento acústico e o ajuste do aparelho auditivo são únicos para cada ouvido.
  11. Antes de comprar o aparelho auditivo verifique se a empresa é séria e que não vendem aparelhos seminovos. Somente isto justificaria um preço abaixo do mercado, oferecendo produtos usados como se fossem produtos novos e baratos.  Também deve-se tomar cuidado com empresas que supostamente vendem barato os aparelhos auditivos e que depois apresentam valores adicionais que não são percebidos na compra, como troca do tubinho de acoplamento, ajuste do aparelho, alto custo de baterias especiais entre outras surpresas.
  12. A confiança do usuário do aparelho auditivo com a empresa que lhe vendeu tem que ser bem consolidada. Seria como comprar uma jóia em uma joalheria, a confiança é imprescindível e o preço tem que estar semelhante aos praticados por outras lojas.
  13. Tratando-se como uma questão de saúde a deficiência auditiva, a aquisição do aparelho auditivo se faz necessária. Deste modo não pode ser visto como principal fator o preço, pois comprar apenas pelo valor do aparelho pode ser de alto risco e finalizar em um aquisição desastrosa.
  14. Os valores dos aparelhos mais vendidos dependem exclusivamente de cada empresa, mas como os preços são bem alinhados, os mais vendidos estão entre dois mil e seis mil reais cada aparelho auditivo. Na Ouviclin, temos aparelhos entre mil e quinhentos reais e oito mil reais, sendo os mais vendidos entre dois mil e cinco mil reais cada aparelho auditivo.
  15. Ouve-se falar em algumas empresas que fazem chamadas apelativas de preços, como “preços arrasadores” ou “preços campeões”. Este tipo de empresa, que visa exclusivamente preço para atrair os usuários de aparelhos auditivos, não merecem sua atenção pois certa